FESTIVAL SANTIAGO A MIL – CHILE
08/04/2015
EDITAL PROAC 2015 PRINCIPAIS MUDANÇAS – CADÊ A FISCALIZAÇÃO?
03/06/2015
Mostrar todos

LANÇAMENTO SETORIAL ECONOMIA CRIATIVA

economiacriativa78111

Estive presente no dia 28 de abril na reunião de lançamento do setorial de Economia das Culturas e Economia Criativa da Economia Solidária, organizada pela secretária de trabalho, desenvolvimento e empreendedorismo, em parceria com a Unisol Brasil. que aconteceu na Galeria Olido.
Estiveram presentes diversas pessoas das mais diferentes áreas da cultura, interessados em arregaçar as mangas para ajudar esses artistas que precisam urgentemente de melhoria na política cultural
e levar conhecimentos básicos para a periferia, e dar continuidade as suas atividades artísticas, todos sem exceção, com “sede” de aprender, se renovar e agir para a construção de uma sociedade melhor, dentre os que estiveram presentes não poderia deixar de citar o neto do poeta Solano Trindade, Vitor Trindade, que gravou o seu CD independente, como foi citado durante o encontro: independente de É-DI-TAL , fazendo um trocadilho nos editais que são lançados na cidade de São Paulo. Foram levantadas as pautas das discussões e temas para trabalho nos próximos encontros: MERCADO CULTURAL, FORMALIZAÇÃO E CONSTRUÇÃO DE REDE.

 Discutiram-se necessidades básicas necessárias que esses artistas precisam, como: elaborar um material de apresentação, burocracias para a contratação dos seus serviços, divulgação dos seus trabalhos, há artista da periferia que esta indo pro exterior representar a cultura, mas ninguém FICA SABENDO!   e nós, que estamos na área central sabemos que é possível, sim! Levar essas informações básicas para a periferia, senti falta de um coletivo de teatro estabelecido da área central presente nesse encontro para poder contar a sua experiência e poder contribuir, sabemos que nos centros há uma enorme quantidade desses grupos que ganham fomento, que sempre estão angariando patrocínio de diversas maneiras, porque não dividir esse conhecimento com outros grupos? Ao invés disso eles esquecem que já passaram  pelos mesmos problemas um dia, e que poderiam  dividir esse conhecimento.

 Como produtora Cultural eu não poderia estar de fora e sentir de perto à vontade e necessidades da Cultura na Periferia, as demandas são muitas, mas com um pouco de de  dicação e solidariedade tudo pode acontecer para essa melhoria. Que venham os próximos encontros!

 O Setorial de Economia das Culturas faz parte de um projeto de consolidação de uma politica publica de fomento, assessorias (imprensa, jurídica, contábil, de formação e formalização) da Economia Popular e Solidaria voltada para os coletivos periféricos que desenvolvem ou querem desenvolver ações com geração de trabalho e renda a partir da Cultura Hip Hop, Vídeo, Fotografia, Eventos, Literatura, Teatro, Musica, Esporte, Artesanato, Segurança Alimentar, Cooperativismo Social, (Eco) Turismo, Costura, Empreendedorismo, Economia Criativa e Artes.

Os comentários estão encerrados.

Facebook Iconfacebook like buttonMeu blogMeu blogMeu blogMeu blog
Scroll Up